WADE & WASPS

Por
Tamanho da fonte: Decrease font Enlarge font
WADE & WASPS

Hoje vi mais um jogo espectacular de rugby de ataque. Não propriamente muito bem jogado, porque a defesa não esteve ao nível do ataque, mas 11 ensaios (6v5) dizem tudo. Os Wasps garantiram, a quatro jornadas do fim, a presença nos play-offs do campeonato inglês e Christian Wade igualou Kenny Logan com o melhor marcador de ensaios de sempre dos Wasps.

Kenny Logan, 70 vezes internacional pela Escócia, em 1997, com o advento do profissionalismo, vem para os Wasps, aonde fica 7 épocas, marcando 79 ensaios e muitos pontos, pois era um ponta que também executava pontapés aos postes. Fez parte da equipa escocesa que venceu o 5 Nações em 1999 - o último 5 Nações, e a última vitória da Escócia na competição (ou seja, nunca venceu o 6 Nações). Pelos Wasps venceu a Heineken Cup (hoje Champions), a Challenge Cup, a Premiership (por 2 vezes) e a Anglo Welsh Cup, ou seja tudo o que pelo clube poderia ganhar.

Christian Wade é neste momento o melhor marcador de ensaios do rugby inglês (lidera este ano, foi o melhor na época passada, e não o foi na anterior porque esteve parte da época lesionado). Apesar de ser o mais dinâmico e criativo dos pontas ingleses, tem apenas uma internacionalização, obtida diante da Argentina a 8 de junho de 2013, marcando um ensaio. Deveria ter voltado a jogar contra os Pumas na semana seguinte, mas foi chamado por Warren Gatland para o Lions Tour à Austrália. Por lesões, ou opção dos treinadores não voltou à seleção inglesa, por não defender tão bem como Nowell ou May, os pontas especialistas habitualmente convocados por Jones (que tem chamado para a posição Elliot Daly, que nos Wasps joga a segundo centro). Ontem ao marcar 2 ensaios, Wade também chegou aos 79 ensaios pelos Wasps, igualando o recorde de Kenny Logan, que dificilmente deixará de ultrapassar.

Wade este ano já marcou 14 ensaios em 18 jogos da Premiership, liderando com alguma distância a lista de melhor marcadores (o segundo tem 10). Na estatíticas é ainda o segundo em defesas batidos (54) e terceiro em "clean breaks" (28). Eddie Jones diz que ele precisa melhorar da defesa, mas não será propriamente surpresa de Warren Gatland o voltar a chamar aos Lions, porque atacante como ele não há no Hemisfério Norte.

Os Wasps seguraram os play-offs mantendo a tradição de pensar nos jogadores primeiro. Ao contrário do que aconteceu nos outros clubes, Dai Young deu descanso aos jogadores que estiveram em todos os jogos do 6 Nações (Joe Launchbury, Elliot Daly e Nathan Hughes). Hoje Dai é caso único da Premiership, dado que Connor O'Shea, que fazia o mesmo nos Harlequins, agora treina a Itália.

 

 

 

 

Subscrever feed de comentários Comentários (0 publicado)

total: | mostrando:

Coloque o seu comentário

  • Negrito
  • Itálico
  • Sublinhado
  • Referência

Por favor entre o código que você vê na imagem:

Captcha
  • Enviar para amigo Enviar para amigo
  • Versão para impressão Versão para impressão
  • Versão texto Versão texto

No tópico:

Nenhum tópico para este artigo

Avaliar este artigo

0
Powered by Vivvo CMS v4.7